Pesquisar este blog

Páginas

Postagens populares

Total de visualizações de página

Follow by Email

domingo, 9 de junho de 2013

Para quem está sozinha no dia dos namorados

“O amor não tem hora marcada para chegar e é tão possível quanto o sol que se insinua no céu nublado.”

Foto: Thinkstock

A invenção“Dia dos Namorados”-aliás,como todas as outras 
do calendário só faz sentido para o comércio,que vê ali um filão 
para reforçar o caixa.De uma hora para outra,somos bombardeados 
de comerciais melosamente românticos,
como se,de repente,o país tivesse sido contaminado pelo vírus 
do amor.É natural que pessoas que não estejam num relacionamento
se sintam excluídas,como que barradas desse baile.Se for o seu caso,
não fique assim.Saiba que o amor não tem hora marcada para chegar.
Assim como o destino,ele é caprichoso,às vezes dissimulado
,não se revela por inteiro.O que ele quer é uma pessoa que esteja aberta
para a vida,pronta para a flechada.Portanto,não fique se remoendo,
se achando a última das mulheres.Sim,o amor é raro.Mas tão possível quanto 
o sol que se insinua entre nuvens,num dia que parecia fadado ao cinza.
O amor é imprevisível e pode se anunciar nos lugares mais insuspeitos.
Gosta de nos pregar peças,tal qual um personagem enigmático que 
custamos a decifrar.Às vezes,ele está bem ao seu lado,tentando se fazer 
notar com o estardalhaço de um neon na noite fria do deserto.
E você nem dá bola,tão ocupada está em imaginar os contornos do seu
príncipe encantado.Um belo dia,cansada de suspirar pelo“Senhor Perfeito”,
você acaba baixando a guarda.
E aí,sem mais nem menos,ele rompe as comportas devagar.
Você nem acredita,andava esquecida dos rubores e palpitações da paixão.
Mas não tem dúvidas: o amor voltou!
Se o mundo acabasse nesse instante,já teria valido a pena.
Ou seja,vida de toda mulher daria um grande filme ou pelo menos 
uma modesta crônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário